Gigi e Myra
conversa entre irmãos

mercoledì 17 novembre 2010

meu queridisssimo Gigi,

ontem eu sonhei com voce,
e voce estava bem...
isto quer dizer, acho,
que tenho que te deixar em paz,
descansa , meu querido
e nao precisa te dizer o quanto te amo,
beijos infinitos..

domenica 24 ottobre 2010

meu querido,

hoje te mando o que escrevi no meu blog:

donnez-moi la mer le sable blanc le ciel bleu
le soleil le vrai le chaud
donnez-moi la main


estou com muitas saudades
de teu Arpoador...................

somente beijos, nao vai nenhuma imagem...

lunedì 18 ottobre 2010

boa tarde, meu querido


sabe eu falei com Lia uns dias atràs, ela me chamou, disse que estava como saudades de todos nos, é, sim, nos tambem. Eu escutei ela bem, os filhos e os netos estao sempre cuidando dela, um ou outro, ou outras, continua fazendo suas ginasticas na piscina, enfim, fique tranquilo, ela està somente e mto , igual que eu, com saudades tuas. Normal.
Aqui ja està se aproximando a grandes passos o inverno e vc. sabe como é horrivel para mim.
Dominque ainda està comigo, coitadinha, com muitas dores no braço da fractura, fazendo fisioterapia, etc. Parece que vai demorar uns meses para ela nao ter mais dor!. Esta fractura nao deveria mesmo ter acontecido!!! mas nao pdemos prever os acontecimentos e nem evitar...somente esperar que tudo fique bem.
Fiquei uns dias sem te escrever porque eu tbem nao estou mto bem, ja sabe, a doença da familia: depressao! um outro medico me està seguindo, com homeopatia, mas diz que vai fazer efeito so dentro de uns 20 dias!!! espero....e paciencia...

te deixo com um enorme beijo e vou ver que imagem te mando..Tchau!
Dominique e Jan em Hong Kong.

venerdì 8 ottobre 2010

oi, meu querido


hoje te mando somente uma foto de marco e mauro, de quem voce tanto gosta! e muitos beijos porque se te escrevo , serà para queixar- me e ja estou cansada...e ja nao quero!

domenica 26 settembre 2010

oi,assim estou como nesta foto:)))


meu querido, sem muita novidade, a mesma routine, de gente velha e so. Hoje é Domingo e voce sabe que para mim é o pior dia da semana, total silencio nas ruas e dentro de casa. nao consigo nem ler , nem pintar.

Mas uns dias atràs, uma amiga minha, me trouxe o medico dela, pqe ela me viu muito mal, a verdade é que nao sei o que tenho, eu culpo o clima variavel daqui, outros dizem que tenho uma grande depressao, etc, enfim ele veio, me olhou de todos os lados, eu expliquei o inexplicavel, e tbem disse que minha pressao vai constantemente de cima para baixo - isto eu digo faz tempo a todos medico e ninguem deu importancia- este SIM!!! e disse que esta uma das causa de me sentir mal, me deu uns remedios e tbm algo homeopatico para dizquecurar a ansiedade que me dà. Espero que este tenha acertado e que fique boa.

desculpa, eu me queixar mas que fazer...e nao esquecemos a velhice...que é horrivel qdo me sinto mal. So da vontade de ficar na cama, mas sem dormir, nao é possivel...entao passeio pela casa como um leao em jaula, esperando que chegue à noite etc...

te deixo com imensos beijos de todas cores...e vou tratar de ser mais alegre a proxima vez que te escrever!! te adoro!

giovedì 16 settembre 2010

olha assim esta o tempo aqui,,, eu tambem...foto de Dominique Landau


aqui estou meu querido, faz tempo que nao te digo nada, mas é que pouco tenho
para te contar. Dominique e Jan estao na China, o braço dela soldou bem mas logico
que ainda doi. Vai passar e espero que ja nao tenha mais nada, coitadinha...
eu, aqui na mesma depressao, coisa que voce conhece muito bem...acho que é genetico, e eu nao me sinto nada bem, mas dizem que devo ter paciencia que com os remedios que estou tomando, vai passar ...dentro de dois meses:) nao aguento mais este mal estar...
Marco e Mauro estao em Israel e estao muito contentes e bem! Tamara esta em Roma, trabalhando como stagiaire na Fao.
Eu esperando a Godot...
enfim , parece que Domnique volta em Outubro e fica um pouco mais comigo.
Mas ela nao consegue entender o meu estado, que nem eu posso explicar muito bem. So vcoe me entende...
te deixo pque nao quero te preocupar...com minhas queixas...afinal de contas, com tudo isto, ainda sou uma pessoa privilegiada, qdo vejo tudo que acontece neste mundo!
te deixo com enormes beijos, me imagino, azuis:))))

mercoledì 8 settembre 2010

18 de dezembro de 2008- Blog de Iosif Landau - parc Cismigiu- Bucarest.


... resolveu monologar;– tento rasgar o invisível que cerca meu intimo,
derrubar a parede que me impede de me conhecer
fico girando no espaço um satélite sem função sem
rumo acaba recuando no tempo me lembrando do que
enterrei faz muito, muito tempo, nem tua avó me
conheceu bem, nem meus mais falecidos íntimos
amigos, seria impossível, seria preciso saber algo
sobre a Romênia onde nasci, mas contasse tudo
seria uma história sem fim, um país balcânico,
Leste europeu, o único que depois da queda de Roma
destruída pelos bárbaros, não foi invadida por
eles e a civilização romana do imperador Trajano
ali permaneceu intacta, língua romena é
considerada a mais pura das línguas originadas
pelo latim, a religião é cristã ortodoxa, o país é
rico, petróleo, minérios, e grãos, a natureza é
bela, montanhas e planícies, o Danúbio o atravessa
e deságua num delta no Mar Negro, um imenso delta,
a luta pela independência constante contra os
Turcos, Russos e Húngaros história de muita
valentia, virou reinado no fim do século 19,
considerado país anti - semita, depois da Primeira
Guerra Mundial foi obrigado a emancipar os Judeus,
com o advento do nazismo aderiu ao movimento,
muitos judeus dali fugiram, a maioria ficou e
sofreu, a Alemanha derrotada o comunismo se
instalou, com a queda do Muro de Berlim a
democracia voltou ao poder e está prestes a
ingressar no Mercado Comum Europeu, a capital
Bucareste onde nasci é bela, arquitetura francesa
do século 19 ali impera imponente, muitos parques
e monumentos, avenidas largas,nasci em 30 de abril
de 1924, minha mãe Elena, meu pai Louis,
comerciante e industrial abastado e quando nasci a
iluminação publica era com lampiões a gás, e o
bonde puxado a cavalo, telefone da primeira
geração, luz elétrica em algumas residências,
dizem que a memória inicia na criança aos três
anos pouco me lembro, tenho flashes, não me lembra
da minha mãe grávida da minha irmã nem me lembro
do nascimento dela primeira lembrança eu e minha
mãe de mãos dadas numa avenida arborizada num cair
de tarde olhando os homens acendendo os lampiões,
outra, minha casa de dois andares no Bulevar
Ferdinando, ampla e confortável, vejo meu pai
caçar um camundongo, gozado, né?não me lembro das
minhas babás, sei com toda a certeza que eu e
minha irmã fomos muito bem “guardados” por babás e
governantas e por mãe super protetora, minha
primeira língua foi o alemão, as babás eram
germânicas, me lembro com exatidão do tremor de
terra eu sentado numa cadeira alta para criança, o
teto se movimentar e ainda vejo um móvel sair do
lugar, no verão a família viajava para o exterior,
Alemanha e Tchecoslováquia nas estações de águas e
dessas viagens apenas me lembro de um fato, eu me
livrando da governanta e correndo pra dentro de um
salão onde minha mãe dançava com um desconhecido
era comum naquela época dançarinos profissionais
para entreter as mulheres cujos maridos jogavam
nos cassino e eu puxando minha mão pelo vestido e
gritando em alemão: não deve dançar, não deve! com
certeza o Freud explica eu devia ter uns quatro
anos e aqui minha memória some e só reaparece por
volta dos meus seis anos e mesmo assim pouco
precisa me lembro que eu era gordinho,
desajeitado, minha mãe me sufocando com cuidados,
minha alfabetização foi feita em casa com
professora particular, o pré- primário todo assim,
ingressei no colégio dois anos mais tarde e só me
lembro do pátio da escola no inverno numa batalha
com os colegas com bolas de neve, lembranças
fragmentadas, primavera, eu e minha irmã no bosque
nos arredores de Bucareste correndo entre flores,
rindo e felizes, meus passeios nos parques sempre
vigiados por governantas, e das governantas só me
lembro de duas, uma suíça com seios enormes e de
uma belga de barriga esquisita, e essa belga
chamada de Madame Baum já passada de cinqüenta
tinha um sonho, voltar a sua terra e casar, e
voltou e casou, deu azar, casou com um safado que
roubou suas economias e sumiu, e da suíça me
lembro que me enfiava na sua cama e esfregava seus
seios felinianos na minha cara e gemia adoidado e
eu achava aquilo chato, cada coisa que acontece e
a gente só entende anos mais tarde, mas voltando a
Madame Baum me vem à mente outra cena grotesca,
alguns verões a família passava num balneário do
Mar Negro famoso pelo lago de lama que passada no
corpo faria milagres, e a Madame me levava com
minha irmã e a si se untava de lama, toda pelada,
e minha visão de mulher nua foi uma visão de
horror, barriga como de grávida, peitos caídos e
secos, pernas fina e bunda de manga chupada, um
pavor, mas de modo geral eu me dava bem com essas
coitadas , boas mulheres carentes e sofridas
lutando com a vida, a família já mudada para outra
casa palácio o que seria a minha ultima residência
antes de partir pra outra vida foi de onde retiro
mais memória, do motorista chamado Polack que eu
gostava muito e que faleceu de icterícia, das
empregadas, cozinheira e duas filhas, camponesas
da Transilvânia, falavam húngaro entre elas, e foi
uma delas que despertou em mim o sexo, desejava
ela, e quantos anos eu tinha? acredite se quiser
talvez uns oito, talvez dez, ....

venerdì 3 settembre 2010

oi, meu querido,


te mando uma foto con Astrid, lembra? voces se escreviam muito, e voce me fez conhecer ela!
nao tenho muita novidade para contar, as coisas de sempre, que estou muito, muito cansada, que Dominique ainda esta aqui comigo, mas somente até o dia 9 , e que coitadinha, esta ainda sofrendo com o braço, e preocupada pqe nao crescem mais rapido os seus cabelos. Ela ja esgotou sua grande paciencia, e eu sofro porque nao posso fazer nada para ajudar ela...

os meus amigos bloguistas sao pessoas formidaveis, mas qdo escrevo em espanhol, mtos nao entendem, e entao tenho poucos comentarios, mas meu portugues esta muito ruim e bastante pobre de vocabulario! assim que uns dias somente vou colocar fotos de amigos e a ver que mais!

e por enquanto te mando tantissimos beijos! e sabe tenho muitas saudades...nao acabam mais estas saudades, nao vao acabar jamais!
te adoro!
como voce pode ver estou bem feia e velha! mas é a vida...

domenica 22 agosto 2010


hoje é domingo, e voce jà sabe que nao gosto dos domingos, ainda mais que hoje esta realmente fazendo muito muito calor, daquele que so suportamos à beira do mar...andando com os pés na agua. lembra a ultima vez que fui ao Rio, tinha 43 graus mas eu nao sentia o calor, andando ou na calçada, do Arpoador ao Leblon ou - e era maravilhoso - com os pés na agua linda do mar...e bem pertinho de voce...
mas nao adianta me queixar...sabe aqui em Velletri, so tem calçada, pedras mto lindas, antigas se chmama San Pietrino, mas sao incomodas , agora para mim, andar, tropeço a cada instante...e o mar està bem longe. Teria que tomar o carro - que ja nao tenho pqe ja nao devo dirigir, me roda a cabeça - velhice è uma merda, voce sabe disto...e amigos e aigas aos domingos tem mais que fazer que vir aqui me ver...enfim...e o Jan tem carro, mas eu é que nao aguento muito andar nao sei qto tempo para ver o mar. E pelo menos molhar estes pés magros e velhos:)))

falando em Jan e Dominique eles hoje foram à Roma, ver uns amigos, acho otimo eles precisam de alguma distraçao. Jan trabalha muito, e minha, nossa linda Dominique ja esta perdendo a paciencia com o braço fracturado, as injeçoes diarias e este calor que ela sente muito mais pela faixa para manter o braço, sem mexer. Entendo ela e me dà tanta peninha nao poder fazer nada para ajudar...


nao sei se te contei que na Universidade Veracruzana, o Reitor mandou fazer uma terveira ediçao de meu livrinho Si Sabes Ver!!! e o que le diz na introduçao é fabuloso,um pouco exagerado , quem sabe:) mas meu ego ficou bem no alto.Acho que precisava...

beijos meu incrivel irmaoescritorquerido!


Hoje vou te mandar uma foto da Dominique uns dias antes de sua operaçao, linda!

martedì 17 agosto 2010

olha, meu querido, Cassio Amaral escreveu para voce:



14 de agosto de 2010

Liqueser

Para Iosif Landau

Água em alto mar
Remo Romênia Bucarest
Terra do ser linha de vento
Contra mão Kerouac num
brinde de Bukowski
Água tempestade da alma
sorriso sarcástico ironia sutil
proa palavra pique
porão Netuno timão
Água pirataria das putas
de Copacabana num Samba Jazz
Onde o vinho é tatuagem
No verso da bunda do tempo.
SHABAT SHALOM meu querido Iosif Landau, sensei, mestre, amigo e irmão.
Hoje faz um ano que Iosif passou para o mundo espiritual.
Eu o conheci através de nosso amigo incomum Rodrigo de Souza Leão.
Digão conheci pessoalmente no Rio. Ricardo Wagner, Rafael Nolli e eu o
entrevistamos.
Iosif conheci virtualmente. Sempre me tratou bem, gente fina,
muitos emails trocados e teclamos algumas vezes pelo msn.
Digão passou em Julho e seu amigo Iosif Landau passou no dia de hoje 14/08/2009.
Os dois fazem falta, saudade dos dois e do que produziam na literatura.
Shabat Shalom Iosif.
Meu muito obrigado mestre por tudo.

domenica 15 agosto 2010

oi, Gigi querido - foto Marina Culubret


eu tenho a impressao que voce ontem quiz me dizer algo, sabe me senti muito mal, a tal estupida meteopatia, mas pior que nunca!!!

e depois que Dominique foi embora, (ou sera que nao te contei, que tenho que dar uma injeçao sub cutanea a ela todos os dias? - bem depois te dou detalhes ), recebi uma mail da Silvana dizendo que ontem 14 de agosto, voce tinha ido para longe viajar, sim, sim, nas tuas aguas profundamente azuis! engraçado, para mim, voce està aqui atras do meu computer e nao somente nadando...mas depois pensei, que este mal que eu sentia era pqe voce queria me fazer lembrar ...e mesmo se nao sabia, nao quis saber da data que vc. començou a tua viagem, agora sei. E te mando tantos beijos e tanto amor e vou te mandar outra lindas flores!
tenho a certeza que voce eu continuamos a nos comunicar a traves daqui ou de aonde seja!
eqto o que aconteceu com Dominique e o braço fracturado, coitadinha, um outro medico ortopedico, parece que o melhor de roma, disse que estava se soldando bem a fractura e que nao precisava operar.Ficamos todos aliviados, somente deu uma faixa que apertasse mais o braço, e que tinha que tomar até o fim do mes uma infeçoes para prevenir qualquer coisa como embolia!!! logico que nos assustamos todos, mas ele tbem nos tranquilizou dizendo que era somente uma prevençao, que nao iria ter nada! fizeram tbem um ATAC, para ver se tinha algo, graças Deus, nao encontrou nada.
Ainda bem que Jan é um companheiro maravilhoso ele ajuda ela a se desvestir e vestir e até cozinha!!!
eu so posso dar as injeçoes...claro que vejo ela todos os dias, e trato de fazer o que posso e nao é mto pqe estou mto cansada e ver ela sofrer , voce sabe como eu tbem sofro...
E para ela que é canhota nao é facil mas pelo menos tem dias que nao faz muito calor entao, é melhor para ela, que esta com esta faixa!!! bem apertada.


falando de outras coisas, viu os comentarios de agora tbem tuas amigas?
sao pessoas mto lindas e te deixo com tantos beijos como sempre
Esta foto è de minha amiga Marina, que conheci aqui no computer,
e sabe ela vem me ver a semana proxima!

lunedì 9 agosto 2010

estou com muitas saudades...


meu querido, nao tenho te escrito, porque Dominique esta aq ui comigo, e sabe coitadinha ela fracturou o braço esquerdo, debaixo do ombro, lugar impossivel de engessar, nao me lembro se ja te disse isto, como voce ve eu estou um pouco confusa, vendo ela sofrer, de dor, e como tbem vc. sabe ela é canhota! e com a mao direita ela quasi nao pode fazer nada! mas o Jan é maravilhoso companheiro, ajuda em tudo, muito mais que eu possa...estou mto velha e mto cansada...

que mais posso te contar? ah, sim Marco foi com Mauro a Israel, todos estamos bem contentes que os irmaos estao outra juntos. Mauro foi à China ajudar no trabalho do Marco, EOC, que estava sendo muito dificil para ele sozinho. Eles estiveram bem separados por mto tempo! e todos estavamos contentissimos, de saber que Mauro iria e foi à China! Como voce sabe, Marco, fundou o Instituto de Cultura e um montao de coisas que fez, mas com esta crise universal, tudo foi à puta que o pariu e tiveram que pagar liquidaçao aos empregados e fechar!! obvio que Marco ficou bastante deprimido...mas ele vai retomar o animo , tenho certeza.E sabe que? ele fez "tabula rasa "com tudo, isto é, cortou o cabelo que ele tinha comprido, e agora até parece, eu que sei, soldado ou algo parecido, como se ele tivesse piolhos e raspou a cabeça! vimos eles dois no video de Skype, rindo felizes os dois irmaos JUNTOS outra vez. E tenho certeza que algo vao encontrar para fazer, e ganhar a vida que hoje em dia é muito dificil. E, sabe, Marco tbem acabou com a namoradinha italiana que ele teve por uns 4 anos. Doi, mas vai passar,( todos tivemos um primeiro amor na vida...) alem do mais sao de culturas e pensamentos muito diferentes, no fim nao ia dar certo mesmo. Agora estou desejando e esperando que os dois encontrem uma linda e inteligente mulher, casem e sejam felizes. Sabemos que Mauro quer viver em Israel, Marco nao sabemos...temos que esperar para ver...de qualquer maneira, meu querido, eles sao formidaveis!!! voce tem razao de gostar deles.

Dominique amanha vai ver um ortopedico, espero que ele saiba ver exatamente como està a fractura e que fazer ou nao fazer.

Um montao de beijos como sempre azulados:)

Agora vou te deixar mas vou te mandar uma foto , claro que Dominique fez, bem gozada, tenho certeza que vai gostar!

domenica 1 agosto 2010

25 de dezembro 2008 - blog de Iosif Landau


Bobby Daren e Sandra Dee
...verão carioca chuvoso e inóspito de 2008 e 2009 a caminho se anunciava de igual tristeza e sua depressão se juntou ao mau tempo e pesou toneladas no corpo e na mente, o décimo terceiro da aposentadoria espalhado na mesa e ele olhava as notas sem saber o que fazer com elas e no CD player Bobby Daren cantando sua melancólica despedida do show business o The Curtain Falls, Off comes the make up/Off comes the clown's disguise/The curtain's fallin'/The music softly dies...cai a mascara/ cai a fantasia de palhaço./ a cortina se fecha/a musica devagar termina...Bobby Darin podia ter desbancado o Frank Sinatra, fracassou, saiu do cenário levando com ele a doce Sandra Dee...e ele também fracassara, podia ter... We've shared a moment/And as the moment ends/I got a funny feelin'/We're parting now as friends…tivemos nossos momentos/e ao terminarem/tenho a estranha sensação/que nos despedimos amigos...olhou de novo pras notas espalhadas a sua frente, olhou pro computador, seria tão fácil encomendar flores, mandar entregar um buquê pra ela com algumas palavras...”te amo ainda” ou “me perdoa” ou “me arrependo” ou outras tantas palavras inúteis, ela não entenderia, nunca o entendera gerações aparte, ela da novíssima nova postura congelada enraizada novas atitudes absorvidas nos novos tempos templo do feminismo impaciente intransigente inclemente e ele homem dos meados do século passado generoso no amor na dedicação carinhosa despojado de exigências a pedir carinho a implorar companhia na solidão a distancia inclemente, apenas palavras e imagens a compartilhar e cavalheiro o passado de intimas relações sem julgamento e com segredos por ele nunca exigido a serem revelados, o passado a cada um pertence como o presente aos amantes do momento somente a eles pertence e a ninguém de antão distante ou quase recente nesse novo palco não lhe era permitido ingressar e se ingressar expulso deveria ser, é regra secular de obvia compreensão tacitamente estabelecida e desnecessária de explicação e eis que surge grotesco e infame um elemento inoportuno insistente e de burra impertinência a derramar mel veneno e palavras melosas sobre o leito virtual do atual relacionamento a conspurcar a balançar com ingênua maldosa caudalosa enxurrada de sandices e permitido lhe foi sem censura ou admoestação incólume permanecer pirâmide inconveniente cunha e punhal no domínio daquele amor real – irreal a perturbar a feliz solidão daquele habitante do loft agora a olhar o dinheiro espalhado, indeciso e corpo e mente dolorida... If I had this to do again/And the evening were new again/I would spend it with you again/But now the curtain falls…e se tudo terá que recomeçar/e as noites se renovarem/ com você as passarei de novo/ mas agora a cortina se fecha...ele sem remorso jogou a notas de reais pro alto e acompanhou as notas a voar como seus sonhos voavam, como sua imaginação tecia romances inexistentes e desejo por mulheres que nunca conhecera e sua solidão ele a afugentava com uns “fazer de conta” de amores nunca vividos e recolocou o CD de Bobby Darin e imaginou um nome de uma mulher que soasse jovem com Sue Anne e parecesse bela ao completar com Monroe ou Gardner ou Hayworth, mas escolheu foi Diniz, nome completo Sue Anne Leila Diniz, endereço Pier de Ipanema, Vieira Souto sem numero, dez Gira Sois, entrega imediata, um bilhete anexado: Feliz Ano Novo

Off comes the make up
Off comes the clown's disguise
The curtain's fallin'
The music softly dies.

domenica 25 luglio 2010

Poema sem Fim Revive 12- 25 dezembro 2007


...um murmurio:
“que diabo de gente é você?”
nem eu sei, mas sem pensar muito,
afirmo, o encanamento da minha alma
é bagunça da mais pura,
tudo ali fica acumulado,
sufoca, inunda, afoga,
meus sentidos são instrumento sofisticado,
a memória sob controle frouxo,
mas corpo é corpo usado e gasto,
sou um cara pé no chão de mentirinha,
flutuo por vales, cavernas assustadores,
pico das montanhas, edifícios altos
me levam a loucura,
mar e ondas me acalmam,
sou faca sem gume,
garfo cego, colher plana,
não sou Alain Delon,
talvez um Belmondo piorado.
mastigo com igual desgosto o ruim, o bom,
perigo não me atinge,
meu destino foi traçado no o dia que nasci,
e agora fico na calçada da vida
cansado, esgotado,
um não deus, um não homem,
com dias contados ao contrario,
do infinito ao zero,
mas antes que o portão se feche,
antes que façam a ultima pergunta,
antes de ser levado pelos padioleiros,
antes que o capim gordura me cubra,
antes de recusar o perdão,
antes de ver tudo escuro,
antes que esvaziem minhas gavetas,
meus segredos revelados,
e não ter onde me esconder,
não apaguem as luzes do meu quarto,
deixem as lâmpadas queimar,
como tantas vezes queimaram meus amores
lentas e doces foram as noites,
os tempos passados juntos com todas elas
minhas mãos nunca as tocaram em desespero,
mas com carinho e amor verdadeiro,
entrei nas vidas delas pela porta da frente
não como ladrão, como homem valente,
e quando as penetrei eu tinha certeza que
prazer e euforia seriam medidos
pela dor, pelo grito, amargo e repentino,
lentas e doces eram as noites no inicio
mudadas em ásperas areias,
e despedidas sem remorso
:– sejamos sensatos, sejamos amigos –,
e a medida que me afastava delas
meus arrependimentos se avolumavam,
se tivesse escolhido uma delas
talvez o silencio não pesava tanto,
e mesmo falecido não aceito chuva me molhar,
nem a imagem do deserto me consolar,
não me rendo a noite permanente,
me debato e ressurjo,
fujo do refugio da loucura,
vou viver longo verão em Ipanema,
encontrar aquela que me faça reviver a insensatez,
o prazer de me afogar dentro dela,
afastar de mim as lagrimas da hipocrisia,
me lamentar da idade avançada,
roubarei da minha perdida mocidade
lentas e doces noites,
prazer e euforia com austera maestria,
Tim Maia me ajuda!

Ah!Se o mundo inteiro
Me pudesse ouvir
Tenho muito prá contar
Dizer que aprendi..
.E na vida a gente
Tem que entender
Que um nasce prá sofrer
Enquanto o outro rir.
.Mas quem sofre
Sempre tem que procurar
Pelo menos vir achar
Razão para viver...
Ver na vida algum motivoPrá sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar...

lunedì 19 luglio 2010

Love Supreme - iosif landau - novembro 2008-foto da Web


nem agnóstico nem ateu nem nada e se acreditasse em algo era na musica e no cinema e dentro da musica o jazz e no jazz o mainstream e no cinema o film noir e autodidata se aprofundou no assunto lendo livros publicações, artigos, críticos, ouvindo, vendo, assistindo, guardando o que achava relevante e eram apenas naqueles assuntos que elevava a voz e omitia opinião e ao longo dos anos criou pequena fama como connoisseur e com escassa freqüência era solicitado a dissertar na presença de audiência a convite de amigo e nesse presente momento, curiosamente, a pedido de um padre que conhecera do tempo que trabalhara na PUC para que mesmo sem ter crença, falasse aos jovens da paróquia algo que dentro do seu conhecimento margeasse a religiosidade e assim num pequeno auditório introduzido por um rapaz moreno e educado que escusava a ausência do padre amigo por estar aquele junto a um paroquiano quase falecido sem mais rapapé iniciou sua oração, mas antes colocou na mesa o pequeno ipod e minúsculos alto falantes, colocou os óculos, espalhou a sua frentes algumas fichas com anotações::

– há 40 anos, na data de hoje, o saxofonista John Coltrane gravava à frente de seu quarteto o álbum A love supreme um dos mais belos, profundos e memoráveis momentos da história do jazz e quando o grande músico entrou no estúdio de gravação acompanhado do seu já célebre quarteto não imaginara registrar uma obra-prima tão referencial no jazz como West End blues de Louis Armstrong, Black and tan fantasy de Duke Ellington, Koko de Charlie Parker ou Kind of blue de Miles Davis e no...– , ...ligeiro zumzum na audiência o fez parar, alguns de pé olhavam pela janela, continuou, –...no fim de 1964 alguns anos depois de ter vencido um difícil corpo a corpo com as drogas e o álcool, Coltrane já vivia nas nuvens da espiritualidade e no final de 1964 culminou numa longa obra-prima espiritual A love supreme...–, o arrastar de cadeiras o interrompeu de novo, observou a saída de parte da audiência,ligou o ipod, o saxofone de Coltrane inundou a sala continuou,–... essa composição foi uma ponte que ligou os patamares anteriores a alturas bem mais acima e naquela época ele estava muito firme nos seus sentimentos em face de Deus e essa sublime oração de Coltrane é uma obra quase toda improvisada durante pouco mais de 30 minutos, dividida em quatro partes: Aknowledgment, Resolution, Pursuance e Psalm, a suíte começa com o toque de um gongo, para indicar que se trata de um ofício solene, o tema básico da suíte surge no fim da primeira parte e é formado por quatro notas a-love-su-preme....ele aumento volume do som... – que não são apenas sopradas pelo seu sax tenor, mas...–, o pequeno auditório estava vazio, de fora entrou pela janela aberta o barulho de batucada acelerada, ele desligou o ipod , teimou e findou a fala, faltava pouco,–... mas também repetidas com sua voz grave, a simetria inicial vai aos poucos dando lugar ao expressionismo assimétrico dos solos do sax, em meio às explosões coloridas da bateria, à obstinação do baixo e aos interlúdios do piano, Resolution é um glorioso sermão musical em que os sons de Coltrane' dançam em redemoinhos cromáticos, com súplicas e até imprecações sofridas, no registro agudo do instrumento, a música encantatória de Coltrane atinge o ápice na terceira parte da obra, Pursuance que deságua, sem interrupção nas profundezas de Psalm..........

sabato 17 luglio 2010


nao posso te dizer bom dia, pqe aqui para mim, nao è là tao bom, tenho a pressao mto baixa e faz calor que nem eu suporto! nao é o calor gostoso do Rio, junto a voces e na beira do mar. Lembra a ultima vez que estive là, eram 43 graus, e eu tranquila, passeando na calçada de Ipanema até o Leblon!! e logico, megulhando no mar! isto sim que era uma delicia...e nem na tua casa nao sentia este calor daqui...deve ser a idade, ou pqe aqui é cidade e esta cheio de cemento:))) tenho um ventilador que nao me serve de muita coisa, e alem do mais, tenho que tomar cuidado, pqe, aceso ele, e o computer, de vez em qdo a luz vai embora, e assim é uma verdadeira merda, nem o pouquinho de ventinho "artificial" e nem meu divertimento no computer. Enfim, nada que fazer so ter mta paciencia...
nao sei se voce viu o blog - o meu - onde coloquei umas linhas que Kovacs colocou de uma coisa que vce escreveu , no blog dele e tantos lindos comentarios sobre voce e o que Kovaks disse! fantastico e ele tem tanta razao, se somente voce tivesse començado a escrever mais cedo...voce agora estaria bem mais reconhecido como otimo escritor que é!
mas a vida è assim mesmo...o destino mtas vezes é cruel, bem posso te dizer que eu tbem se, se, se, enfim ja sabe,,,se tivesse feito concessoes ja estaria milionaria e em todos os museus importantes, mas assim, somos os Landau..melhor!!!
espero que voce sim continue bem e no fresco do mar azul! ou azul marinho? ou azul turquesa? que mar voce esta agora? pqe tenho a certeza que nem vc. aguentaria este calor, bem, estou falando bobagens, vc nao estaria em Velletri mas no Arpoador! mesmo se, voce sabe que seinto que voce esta aqui comigo é sim, e em Velletri:))) que com certeza nao gostaria, so gosta de estar vendo meus quadros e falar comigo, como esta fazendo....baixinho...
te amo meu querido e agora te deixo pqe senao esta porcaria de luz vai pifar, e tantos beijosss, talvez te cheguem azuis:))
e sabe vou te mandar um dos ultimos quadros que fiz, sei que vai gostar é mto alegre!!!
e um poco doido

domenica 11 luglio 2010

Escoteiro . Eu Vi - 2003 - Isif Landau


vamos rodar no meu Impala 1950,
dar bordejo pela orla de Ramos,
se achar cafona pego a Rio-Santos,
numa naice, pensar no nada, curtir o vento, inspirar o mar pelas ventas,
só pra tu saber, vou te contar, na boate funkeira, a noite passada,
eu tava de bobeira,
eu tava à procura de diversão da pesada,
te vi toda aparamentada, pensei, não tem mais de 16
com jeitão de 26, sensual, meu sonho molhado,
medidas de miss, 80-60-80,
pedra noventa, como luz fulgurante refletida num copo com gelo,
movimentos felinos, sorriso ferino
pro meu lado, senti o impacto do seu olhar,
meu corpo tesou, idade pesou,
não liguei pro azar,
meus 30 anos de bom tamanho,
te agarrei, sentiu o impacto,
não refugou, gostou tanto, pediu bis, bis-bis,
agora no Impala de capota arriada,
acima da velocidade permitida, me sinto estranho, ponho a mente pra rodar,
quero encetar papo de agradar,
não tenho a mínima por onde começar,
minha mãe me fez cerebral,
me alcunhou de Cabral,
me fez decorar dicionário à luz de vela,
em vista disso, uso palavra bela,
foi uma merda pra mudar
ela deixar de me aporrinhar, assumi de vez o nome de Aviador
por passar punhado de cheque voador,
não dá mais pra me queixar,
sou cara muito legal, cheio de pudor,
faço tudo com muito amor,
garota, tu tás em boa companhia,
voando pro infinito,
ouvindo minhas ladainhas,
sei de pormenor que tu não sabe,
tenho algo pra te falar,
não vai acreditar, a galera da praça Mauá
pensou ser eu palhaço de mafuá, sem papo pra engabelar,
agora vôo alto pacas,
transo todas as paradas,
pode me virar pelo avesso que não canso, garota,
o que pensar é só pedir,
grana no bolso, Visa e Master Card,
tá tudo em família, afanei da mãezinha,
quando a gasosa minguar,
estaciono o carro em qualquer lugar,
pulamos pro banco traseiro,
transar amor estradeiro,
verdade, verdadeiro
podes crer, sou sincero,
palavra

martedì 6 luglio 2010

bom dia, meu querido


viu veio outra amiga minha nos visitar, Branca, ela é muito linda, inteligente e faz um trabalho formidavel!. e logico como sempre a tua amiga ,que agora é tambem minha, Paula.
E sabe que? da uma olhada no blog de Kowaks, ele colocou um poema teu, do lado, lindo como tudo que escreve! e como voce merece.
Eu, aqui, nada des especial, estou esperando que cheguem, Dominique e Jan no fim do mes, e depois vem tambem o Mauro por uma semana, Eu estou com muitas saudades deles, todos como voce pode bem imaginar. Marco agora esta no Brasil mas vai à China outra vez la pelo dia 12, e Mauro tbem vai ficar la com ele uns 15 dias . Acho otimo que os dois irmaos fiquem juntos um pouco! e uma noticia que voce vai gostar muito, e vai ficar orgulhoso como nos todos: Tamara é Bachelor Cum Laude!!!!

assim que vou te mandar uma foto dela, tenho certeza que vai gostar e assim tambem mata as saudades!

giovedì 1 luglio 2010

Presentes . Eu Vi - 2003


eu lhe darei presentes,brincos, anéis e colares,
muitas jóias reluzentes,
ao mover-se no vento
te ouvirei sininho,
a caminho do mar, sua sedosa pele cobrirei
com panos leves e transparentes
como a pele de um camaleão,
cujos olhos, negros brilhantes,
pedirei emprestado
para te olhar nas noites de verão.
não lhe darei de presente um abridor de cartas
de prata e incrustado de rubis,
os envelopes do amor
não devem ser abertos desse modo,
devem ser rasgados com impaciente fervor.

domenica 27 giugno 2010

sabe,


ontem falei com a Lia, ela esta muito contente porque Marco està la com ela, fazendo companhia. Marco teve que ir ao Rio ver umas pessoas para o trabalho dele na China, e logico ficou na tua casa, e là, estavam voces tres numa boa! ele gosta tanto da comida de Lia, que - bem, sempre come muito - come tanto que depois viai correndo até o Leblon e de volta...acho que para poder comer ainda mais!
estamos todos os tres, isto é falando pelo telefone, pque voces, no Rio, lindo! e eu aqui nesta triste solidao em Velletri, mas falar foi maravilhoso!
morro de saudades de voces todos no Rio, infelizmente eu nao posso mais viajar, me cansa mto e estou traumatizada com os aeroportos e os avioes! lembra aquela minha ultima viagem ao Rio? que coisa mais horrivel...tudo que acnteceu! me lembro que Lia, me disse qdo enfim cheguei ao Rio, de vez, que ela nao sabia se me levava à casa ou ao hospital:)))) é, eu devia estar mesmo com uma cara daqule geito!
bom, mas nao quero lembrar a voce esta experiencia tao desagradavel. melhor voce me dizer se esta ainda com calor nas tuas aguas azuis, ou ja tem alguma corrente fria? aqui dizem que é verao, mas eu realmente nao o vejO! acho que tiraram do mapa, aliàs do clim, tanto a primavera como o verao! deve ser o terrivel efeito serra! pois te digo, que a humanidade esta acabando com a naturaleza, e esta a sua vez , se vinga! que podemos fazer? nada...aguentar, acho que vcoe està melhor dentro vagando nas aguas que eu aqui nesta terra!
nao me liga o meu mau humor, hoje é domingo e voce sabe que os detsto, assim que te deixo , com a felicidade do inicio desta conversa, voce, Lia, e marco conversando comigo!
um beijo enorme , meu querido!

vou te mandar umas lindas flores, foto da Dominique

lunedì 21 giugno 2010

Conceitos - Eu Vi - 2003


a calma vem da última brasa,
a silhueta é conseqüência
de gengiva inflamada,
sem graça não vem de graça,
pessoa ao singular é
máscaras ao plural,
o parente mais chegado da caridade
é a prostituta da esquina,
a esperança tem sua fonte num canto
e a vitória se aloja no congelador,
o covarde e a coda repetem sempre
as mesmas notas,
cara feia nunca foi fome
e saiba, o verdadeiro perigo
vem sempre de lá de cima.

sabato 12 giugno 2010

Poema sem fim 1 - Iosif Landau



mas como dizem os franceses
tout passe, tout casse, tout lasse,
rien dure longtemps
(tudo passa, tudo quebra, tudo cansa,
nada dura por muito tempo)
e eu acrescento:
sauf mes memoires,
(a não serem minhas lembranças)
continuo escrever o que passa
pela minha cabeça,
e saio do Rio de Janeiro de 1940,
e reapareço em 1970 em São Paulo,
me coloco como espectador
e rezo meu terço:
você chega do interior
de um lugar onde vive mal,
dorme mal e come mal,
onde a ordem dada é trabalhar,
tem que lidar com operários,
você é um também,
mas deu o azar de ter diploma,
e te odeiam,
tem que lidar com quem manda e desmanda,
com quem é teu inimigo,
você representa o poder e o dinheiro
e está ali pra ganhar mais
pra quem te paga salário
e aceita o desafio por que não tem outra saída,
tem família, tem que agüentar,
leva porrada sorrindo,
dá porrada rindo,
e depois conta uma piada,
bate nas costas de uns coitados
e fala as vezes de verdade,
obrigado!
e ao chegar em Sampa,
selvagem domesticado,
se abriga num hotel
onde baratas também se hospedam,
a diária é de fome,
e tua grana pessoal não é pra gastar
com o seu conforto,
viajou pela estrada a noite toda,
está muido, dolorido, putão da vida,
é de manhã, daqui pouco reunião
onde vai estar na defensiva,
vão te sculhambar, vai se calar e escutar,
vai prometer o impossível,
é tudo uma misancene,
é só pra salvar as aparências
pois quem manda mesmo
levou grana pesada e tá na fazenda
tomando sol e se banhando na piscina,
e você toma um banho, faz a barba, se arruma,
sai, pega um táxi, desce na avenida Paulista,
se identifica no hall do edifício luxuoso
que abriga parasitas da nação,
sobe pelo elevador ultima geração,
desce onde tem vontade de cuspir no chão,
uma boneca toda enfeitada
de bunda apertada numa saia justa
e com um decote pior que o de uma prostituta
te sorri, te chama de doutor e te introduz
na sala da onde quatro caras estão sentados,
você cumprimenta, e se senta,
café e água gelada ao seu lado,
papel e lápis a sua frente,
acende um cigarro e espera,
todos falam, todos se repetem,
você finge escutar,
só emite escassos sim,
uma ata é redigida, você assina sem ler,
sai depressa, tem mais o que fazer,
é como ninguém é de ferro
tem tudo planejado pra não perder tempo,
tem mulher no meio,
pede licença a boneca da recepção
e liga o telefone pra ela,
marca almoço, pega outro táxi,
o encontro é no Rubayat,
ela te beija no rosto,
é linda, bem vestida, cheirosa e gostosa,
depois do almoço metemos um cinema,
no fim da tarde subimos pro apartamento dela,
naquele imenso edifício ondulado, o Coplan,
faz amor, fode que nem doido,
ela é perfeita, finge que te ama, não importa,
é uma amiga, é mulher, já fomos amantes,
deixa uma grana, mulher tem que ser paga
mesmo que ela te ame loucamente,
se não recompensar ela dá um jeito de te sacanear,
isso é a regra do jogo do amor,
se despede, volta pro hotel,
muda a roupa bacana,veste a de candango,
paga e pega o recibo, o guarda,
entra no carro estacionado perto,
e volta pra estrada,
a guerra te espera,
e volta àquela vida de filho da puta assalariado,
o pessoal lá em casa no Rio
precisa comer, estudar, cuidar da saúde
e ir a praia.

mercoledì 9 giugno 2010

Eu Vi - 2003 - Iosif Landau


DE PAI PRA FILHO

corra a mim, meu filho, depressa,
coloca sua mão pequenina na minha,
escuta bem, tenho um conselho para lhe dar,
sei que se lembrará, quando a hora chegar,
se no futuro, quando eu for mais velho
e você não for mais criança,
se algo de mal lhe acontecer,
tão mal que até em mim doer,
quero que saiba desde já,
que não sou um pai apenas,
que sou um amigo também,
que tenho muitas respostas,
e, se ao voltar ao seu lar, e se sentir
desamparado,
não precisa passar a noite em claro, me chama,
coragem! falarei bem baixo, seu sono vigiarei
como fazia, quando sua mão pequenina cabia na
minha,
meu filho, te amo, você sabe que não minto,
estarei sempre presente quando for preciso,
não me deixa de lado, nem por um instante sequer,
assim, saiba o que penso, meu filho,
se for difícil ou mesmo impossível,
virei correndo com a mão envelhecida estendida,
ela ainda será grande, a linha da vida bem
calejada,
não se esqueça nunca dessa conversa,
e agora vá dormir e sonhe com os anjos.
-------------------------------------------------
e voce tambem, meu querido irmao,
sonhe nao com os anjos, mas com
nos todos que te amamos tanto

domenica 6 giugno 2010

para meu querido, assim voce lembra do frances!


ayant accès
à plusieurs langues
elle parle
en trébuchant
un accent par trop bizarre
mélange le tout
un vrai charabia
un carrefour
décide-toi à une seule langue

ou deviens muette!

hoje te escrevi algo
em frances para voce
nao o esquecer
claro, voce sabe
que para mim
ficar "muette"
é impossivel:)

sabato 5 giugno 2010

sabe


meu querido, hoje so vou te mandar umas lindas flores, logico foto da Dominique. Nao tenho mutita cosa interessante para te contar. o tempo aqui e sim, estou me repetindo, é completamente maluco! e eu " avec"... e além do mais, esta solidao, acaba comigo, felizmente eu fiz amizades muito lindas, com amigos e amigas atràs do computer, virtuais, mas que agora jà sao , parecem, mais reais, que os reais. Que sao poucos aqui, todos ocupados, logico, sao muito mais jovens de que eu, e cada dia me sinto carregar o mundo nas minhas costas. ...cada vez mais magras:) enfim, nao quero te deixar triste assim que igual que prometi a Jan e a Dominique, nao vou mais me queixar, nao devo depois de ver todas a tragedias que acontecem neste mundo.

Para mudar de assunto, Marco vai ao Rio e vai ver voces. Fico bem contente que ele và, e tambem vai ver se consegue algum finançamento para o trabalho dele. Voce nao pode imaginar que fantastico trabalho ele fez e faz na China! Voce estarà muito orgulhoso dele, tenho certeza!Mauro continua em Israel, mas jà està ajudando ao Marco. A verdade é que estou muito preocupada pela situaçao em Israel...para mim, tem dois tipos de judeus, os judeus, e os "militarizados! aconteceu uma coisa que provocou a furia de todos os paises contra Israel, mto comprido para te contar aqui, mas com certeza voce ja sabe.Eu, em verdade, nao sei que pensar..

Te deixo, ja nao tenho assunto, e tantos beijos que chegando ali com voce serao azuis como o mar aonde voce continua a nadar, feliz!

mercoledì 2 giugno 2010

Eu Vi - 2003 - Iosif Landau




MEU BEM, MEU ZEN, MEU MAL

bem, você sabe que não chego fácil aí onde você està
com um simples pulo por cima de uma sarjeta ou com um mergulho,
furando uma onda no mar, fico aqui olhando pro espaço,
ouvindo minha mente cantar,
sei, você não me fez nenhuma promessa, mas por que o silêncio,
se não te fiz nenhum mal?
bem, esperei você aparecer, comparecer prum novo papo,
sim, te esperei desde aquele dia matutino,
sem saber o quê fazer,
bem, te esperei sentado na almofada, sem me mover,
como se por um milagre sua imagem pudesse aparecer,
como se suas palavras viessem
voando pelo espaço sideral.
sei que muitos são como eu,
com certeza deve saber,
mas também sei,
que poucos são como você,
ainda bem.
bem, você prometeu comparecer e eu acreditei,
fiquei paciente como um prisioneiro na cela antes
de morrer,rezei ao deus da Web, contei os minutos,
as horas e nada aconteceu,
sei que não devo insistir, mas, por favor,
não deve me punir só por que vivo e respiro, dia após dia,
pensando em você,
bem, não sei o que aconteceu, o que te aborreceu,
não sei como fazer, como desaparecer,
todos conhecem meu segredo, não há como esconder,
mas como eu, terão que esperar um sinal do céu,
bem, da minha febre não consigo me desfazer,
ando nas ruas falando com as paredes e as pedras,
bêbados, crianças e cães me seguem, se soubesse como,
renasceria como um gigante Sete Léguas,
e com cinco passadas à sua moradia apareceria,
agora me prenderam,
disseram que loucos não devem andar soltos,
e que um homem que se preza
não tem direito ao amor tardio,
estou isolado num cubículo com paredes
acolchoadas, prometeram leniência
se eu prometesse esquecer-me da sua existência,
mas prefiro mil vezes a camisa de força
e te amar em silêncio.



meu querido, espero que goste desta imagem
um pouco doida...mas achei que estava bem
com tuas palavras...
se nao gostar é so me dizer:)
Paula me disse para mudar a image
e colocar esta tua em frente ao computer
mas entao tive que deixar as duas
porque nao sei como eliminar a outra!

lunedì 31 maggio 2010

Eu Vi .2003 - Sabià - Iosif Landau


naquela noite lilás, naquele bulevar mundano
quando nos conhecemos num passeio ao luar,
os anjos nos seguiam e, posso jurar,
ter ouvido um sabiá cantar notas de amar,
talvez eu me engane, talvez eu esteja a sonhar,
mas posso jurar que ao virar seu lindo rosto
me olhar e sorrir, eu sabia
que um sabiá cantaria notas de amar,
e a lua lá em cima a vigiar o bulevar
piscou o olho e riu com alegria,
ainda me pergunto como é que ela sabia
que nosso amor perduraria até o verão terminar,
e nas ruelas por onde seguimos a luz prateada,
as estrelas se deitaram para nos deixar passar,
depois do nosso primeiro beijo e abraço,
posso jurar que um sabiá cantou notas de amar,
no fim de agosto nos despedirmos no mesmo bulevar,
numa noite escura e sem luar,
talvez eu me engane, talvez eu esteja a sonhar,
mas posso jurar que ao te ver chorar,
um sabiá cantou notas daquela canção triste,
— ne me quitte pas, ne me quitte pas!


meu querido, esta cançao de Jacques Brel
é uma das minhas preferidas, triste mas que linda!

lunedì 24 maggio 2010

Lembranças - escrito em 2002 - para mim


fofa e redonda
segura minha perna
sua mente criança pensa
"principe no cavalo branco me rapte "
meu irmao nao me beija

Um cavaleiro de alma escura
deixou-lhe a boneca de porcelana
e sumiu na densa bruma

Rei azteca levou-a distante
dedicou-se às artes da pintura
disseminou cultura
esbanjou talento

Sua mao na minha perna me falta
de longe envio-lhe beijos que nao lhe dou
nao mais fofa e redonda boneca
agora é nobre senhora romana

Insiste ser irma finjo indiferença
somos almas identicas e issso basta

Telegrama- Eu Vi - 2003 - Iosif landau



talvez seja o céu cinzento e nublado ou o sol sem luz e calor,
e eu sem saber se vou ou fico,
se respiro ou engasgo,
ou quem sabe, o vento quente vindo do nordeste inclemente,
fez-me pensar em você depois de tanto tempo,
não que eu esteja carente, saudoso do nosso passado demente,
não quero seu perdão, nem sua tristeza, só peço que não me esqueça,
sacudo a poeira do tempo, chuto o destino, xingo o futuro,
você não me sai da mente.
por onde andou, se está numa boa ou pedindo esmola,
pouco me importa, mesmo assim sinto a tristeza da sua ausência,
a névoa que cobre meu pensamento não escondeu sua beleza,
de joelhos suplico à natureza, venha ao meu encontro depressa.
nao coloquei até o fim
era triste demais...

domenica 23 maggio 2010

oi, voces pensavam

talvez que eu nao iria ler o que minha querida irma, a minha "querida ideia fixa" como sempre chamei ela?isto é a prova de que qdo ela se poe uma coisa na cabeça, ela nao solta! bem, a verdade é que fico contente que ela é assim, como é!! deste jeito releio o que escrevi, que seja bom ou ruim, nao me importa um caralho! bem desculpa, Myra, eu sei que sempre fui e sou grosso demais para voce. Tbem sei que voce nunca vai colocar aqui meus textos - como voce diz - demasiado Bukowsky-anos:))) apesar de que voce conhece ele tambem, mas sei que prefere , e que voce gosta mais dos meus outros escritores preferidos, André Malraux, Paul Auster, Hemingway, etc...tudo bem, minha ideia fixa, que agora vejo como voce fez este canto para que a gente continuasse a falar, e a foto de nos dois, que saudades, esta foi a ultima vez que nos vimos no Rio. Sim, claro, nao precisa dizer, eu nunca fui te ver no Mexico, era sempre voce que vinha, mas teu irmao é um bicho do mato, nao gosto de aviao, tive um accidente, detesto deixar o meu querido Arpoador, e là vinha voce! depois desta ultima viagem tua ao Rio, até parece que ficamos ainda mais amigos e complices, atraves desta maquina...nunca estivemos separados, e sempre com uma grande telepatia, é sim, qdo eu leio teus blogs, mesmo se nao entendo o italiano ou me foge algo de teu frances, entendo teu estado de aquele momento, porque por coincidencia ou nao, sei là, o que é, estamos sempre na mesma onda.
Fico contente vendo que meu amigo poeta Fred, se lembra de mim...mas sabe ele tem razao, nao insiste...voce pode ser ideia fixa, mas somente comigo:) E a minha amiga Paula, continua linda! vejo que voce tem outras amigas que vem nosvisitar. Acho otimo!
nao sei mais o que te dizer, e apesar de minha conhecida timidez, vou te dizer que te amo, eu sei que voce gosta de ouvir isto...como se nao soubesse bastante:)
aqui vou eu outra vez nadar um poco, nao gostei do clima ali, em Velletri, entendo agora pqe voce nao gosta, e tem razao!
sabe de uma coisa aqui nao poe nenhum desenho ou foto, nao quero. Ou se quizer quem sabe poe a foto de um palhaço, nao, ja sei que é se repetir, assim que nao coloca nada.

bastou eu te escrever, ou nao? daqui deste mar tao azul
tchau ( mesmo se voce insiste em que devo dizer ciao...)

mercoledì 19 maggio 2010

Eu Vi - 2003 - Iosif Landau


BRAVATA
corro risco constante
no absurdo cotidiano,
desço na escala sociale viro pé-de-chinelo,
pulo de cabeça,
penso à beça,
pra que serve cueca?
pra que serve gravata?
muito menos bravata,
tiro tudo dos bolsos,
trocados, cigarros e palito mastigado,
vai tudo pra usina de lixo no Caju
pra ser reciclado em tutu,
chega de correr pro batente num bus urbano lotado
de coxas apertadas e sovacos fedorentos,
que levem tudo que possuo,
seja lá o que for, não pago mais nada,
imposto, cartão, interurbano,desapareço,
reapareço na Prado Júnior,
e levo um lero-lero legal com travesti-michê
e mulher-dama gasta naquelas partes,
caminho triunfante
pro diabo que me carregue,
pela trilha da eterna liberdade
onde tragar baseado é remédio, remediado está,
e assim que o calor voltar
embarco na Cantareira no brabo mar,
aporto em Niterói, de lá meu Rio de Janeiro
é mais belo,
não sinto mau cheiro,
nem ouço tiroteio,
nem vejo menino mendigar
com mais nada me importar
desmonto do baixo astral
bye, bye que o fim acaba de começar.


domenica 16 maggio 2010

bom domingo, meu querido


sabe eu ontem escrevi uma pequenha poesia para voce, la no meu blog, assim que voce vai ter que ir ver e ler!
sim, jà sei que teu unico comentario, como sempre, vai ser. " beijos, querida!!!!:))) te conheço, mas espero que goste.
Engraçado, teus e meus amigos devem ter ido de ferias, porque nao escreveram nenhuma coisa no meu ultimo post que coloquei aqui!
ou quem sabe, ja conhecem o que voce escreveu e tem preguiça de comentar...ou estao mto ocupados. Mas nao faz mal, alguem vai ler...vamos so esperar, de qualquer maneira, eu sou tua leitora assidua e desde logo, grande admiradora!!! e te quero tanto bem isto voce ja sabe !!!!!!
vou te colcar uma bela imagem, me da tempo de procurar, e aqui te deixo navegando pelos mares afuera onde com certeza tem mais calor de que eu aqui onde ontem teve tempestade de chuva e vento! Nunca na minha vida vi um vento tao forte! as coitadas das minhas plantas,quasi todas cairam...e quasi cai na cabeça de alguem, porque como voce sabe estao ( e se assim fosse quantos insultos eu teria escutado:)))) là no meu balcaozinho:)))
beijosssssssssssssss

encontrei umas lindas flores,
narcisos, uma foto que tua
querida Dominique fez
e sao para voce de nossa parte!

martedì 11 maggio 2010

Eu Vi - 2003 - Iosif Landau


DIGNIDADE

gordo engole pizzas tamanho família,
anoréxica menina vomita tripas,
homem faminto cata migalhas no pasto,
dignidade no lixo.
sábios insistem,
o universo expande a cada instante
jovens desesperados, currículos em branco,
mendigos olham vitrines e babam,
dignidade no lixo.
desconhecidos assassinados, a polícia não liga,
mães desesperadas, pais conformados, filhos drogados,
meninas de menor, prostitutas no calçadão,
dignidade no lixo.
com lupas Ray Ban, chafurdo em sacos de lixo,
procuro a biografia de Malba Tahan,
sou preso como ladrão, me perguntam
onde está sua dignidade?
pregadores com megafone vociferam rezas abundantes,
Hare Krishnas, cabeças raspadas, de camisolão,
bailam abobalhados, castigam tamborins,
prometem dignidade.
casamento de luxo no Country Clube exclusivo,
padre reza missa com cheque de cinco cifras na batina,
mendigos na porta, pelo amor de Deus, estou com fome,
dignidade esquecida.
passeio no pasto do urubu-rei,
acompanho diligente os catadores do rejeito,
escavo com unhas e dentes dejetos da cidade,
sem dignidade.
ouvi anjos xingarem a mãe com voz humana,
ouvi humanos dementes cantarem salmos,
ouvi sinos badalarem refrão do Carnaval pagão,
dignidade foi pro espaço.
chamei a empregada, falei,
olha debaixo da cama, nos armários,
usa o aspirador de pó, com cuidado, encontre o alfinete,
ela me pediu as contas com dignidade.
num bar de luxo espelhado,
bêbados olham seus reflexos intumescidos,
procuram os anos perdidos,
vividos sem dignidade.
na madrugada resplandecente corro na areia
banhada pelo mar indolente, carregado de fezes,
tanto faz como fez,
dignidade se foi de vez.
percorri os sebos da cidade
à procura de livros de antigos profetas,
queria me certificar
que a dignidade fez parte da antiguidade.
os contaminados de Aids bebem coquetéis,
esperam por um milagre,
defecam na cama, cospem sangue
com dignidade.
alguém me mostrou uma foto colorida,
olha, veja, está ali, no canto esquerdo,
é a dignidade,
................................
tantas ruas, tantos becos sem saída,
tantos problemas sem solução,
estou à beira de perder a razão,
dignidade me deixou na mão.


vou colocar um retrato teu
voce tem grande dignidade!

sabato 8 maggio 2010

como sempre chove...


mas eu estou com Dominique assim que ela, é o meu sol! voce sabe, nao é?
este clima aqui , bem acho que no mundo inteiro esta mudado, ou nao acaba mais o inverno ou chove demais, ou faz muito calor onde deveria de fazer frio. Estas coisas voce ja conhece, o efeito serra! tudo culpa do Homem...com tantas industrias sem cuidar, etc.
que posso te contar? Jan vai amanha a China, ficar com Marco coitado, sozinho, là trabalhando tantisimo! Ele me disse que iria ao Brasil em Junho. Acho otimo, assim vai ficar com a Lia, e Lia vai ficar bem contente, voces gostam tanto de meus netos! espero que Marco descanse, viaje, se divirta porque ele realmente fez, faz tanto pela familia com este negocio de Eyesonchina, bem, é uma impresa familiar como voce ja entendeu.
Eu? a mesma coisa de sempre, aqui, com uns dias bons e outros, piores. A meteopatia, que nao tem remedio, com esta eternas variaçoes num mesmo dia , de pressao atmosferica. Deixa pr'a là...
o que esqueci de te dizer, acho, é que Fernanda foi ao Rio ver a Lia, no dia de teu aniversario. Ou ja tinha te dito' entao me desculpa, sabe nesta idade, as vezes a gente repete as coisas...mas devo reconhecer que se o meu fisico seguisse a minha mente , eu estaria muito bem. Porém isto nao é assim...nada que fazer.Melhor ter paciencia, e nao é que tenho muita.
Dominique com sempre muito linda, esta com o cabelo curtinho, crescendo depois das terapias, mas esta otima, toca madeira! e como sempre tambem com muita energia e muito positiva.
Jan é um companheiro e tanto, sabe ele ajudou ela tanto, tanto, cuidou dela de maravilha nesta horrivel doença que caiu em cima de minha linda, boa Dominique. nao merecia...a vida, sabe, nao a entendo ainda...acho que ninguem entende. Nao tem resposta para nenhuma das nossas perguntas, duvidas e reclamaçoes. Acho que o melhor é ser fatalista...nao entendo mais nada, nem se é destino, ou como Mauro diz, estamos nas maos do Ser Supremo!!!!as vezes me pergunto se ele é quem tem razao, porque està tao feliz la em Israel, com a Torah, nas maos, estudando e estudando...e diz que nao tenho razao nem motivo de me preocupar por ele estar là, para mim, o lugar mais "quente" do planeta!!!! ele diz que ele se sente com mais seguridade, là, que aqui. Serà? espero que sim, mesmo se nao posso deixar de me preocupar...a verdade é que ele està ,agora, tao longe da familia...mesmo se escreve , fala com a gente,....mas.
Acho que por agora ja te contei algo, ja nao sei mais o que te dizer, além de que estou com tantas saudades das tuas laconicas mensagens...que agora qdo alguma me chegar, obviamente, vai encher meu computer de linda cor azul...como o mar aonde agora esta nadando feliz, nao é assim, meu querido?
vamos ver que imagem vou te mandar, ainda nao sei...
ja encontrei vou te mandar a foto que Dominique fez ontem,
eu no balcao cortando minhas plantas!
assim voce vai ver que velh estou!

martedì 4 maggio 2010

conselho de Amigo - ou Por cima da Carne Seca-Eu Vi-2003 - Iosif Landau

meu patrão não pára de falar, a secretária não pára de se coçar,
o boy insiste em me chamar de senhor, que cenário de horror,
todos parecem gozar do meu azar,
minha dor parece alegrar imbecis sem mesmo pestanejar,
agora me responda, mulher com cara igual a que Picasso pintou,
quando passou por Olaria e pensou ter visto a mula sem cabeça,
por que razão me deixou estar se não queria ficar?
por que razão me tratou que nem cão capado?
comportar-se de jeito, sem mesmo encabular?
não fica aí a me olhar, pensando que vou de te perdoar,
não diga nem mais uma palavra de pesar,
e tu, seu sacana e invejoso, te vejo com ela, os dois a me perturbar,
é bom que saiba, ela é doida de pedra, só faz merda,
é bom alguém de te explicar que ela usa algemas na hora H,
te ensinaria como sair dessa, mas esqueci a seqüência numeral,
não precisa se justificar, não estamos na sala de audiência,
não há juiz, guarda, promotor ou advogado de defesa presente,
não precisa me chaleirar, nem me olhar com inveja, mas diga a ela
que teu amigo de botas e chapéu preto de abas largas
tá com uma S&W de cano longo e calibre grossopronta pra detonar,
se ela não parar de tagarelar,
comigo sempre repetia a mesma sacanagem antes de se calar,
saiba de uma vez por todas, nunca precisei mendigar por mulher,
nem pensar duas vezes antes de foder,
eu devia ter desconfiado,
me mancar quando te via beijar o rosto dela
toda vez que ela abria a boca com aquele discurso sem pé nem cabeça,
toda vez que pedia um cinzeiro para arremessar no espelho
e acertava meu joelho e tu rolava de rir com a sua proeza,
vai me afirmar que ela é boa da cachola se passa o dia inteiro
olhando praquelas fotos de bandidos procurados pela polícia,
teus amigos, tô fora disso, coçam a cabeça sem saber o que fazer,
e enquanto decidem, vou dessa pra outra, me safar da enrascada,
antes uma última palavra, não adianta tu ficar de cara amarrada,
ela nunca foi nem nunca será fiel nem nessa terra nem na de cima,
e, quando lhe der na veneta, irá sem te pedir licença
prum bar escuso biritar, de microssaia sem calcinha,
de peruca ruiva, bigode postiço, botas de bico fino e ainda por cima
sairá acompanhada de sujeito mal-encarado,
mais que tu e eu juntos na mesma cara,
melhor tu agir bem depressa antes que seja tarde e a vaca vá pro brejo,
toma, te dou de presente meu chapéu preto de abas largas
pra tu esconder essa tua cara de babaca,
se quiser te dou minha S&W cano longo de calibre grosso,
e tu dá um fim nessa perversa bem depressa, mas tu decide,
já que tu tá por cima da carne seca.

domenica 2 maggio 2010

Porém-Eu Vi-2003-Iosif Landau


ando à noite pelas calçadas de Copacabana,
ouço — chéri, meia hora de amor, é quase de graça,
cada palavra infame lembra a minha desgraça,
suas amigas me olham com desdém,
falta-me coragem de falar que partiu
e me deixou liso, sem nenhum vintém,o sol passeia pelo céu, dias amanhecem,
porém sei, que em algum lugar distante,você está nos braços de alguém,
não ligo, mulher de programa tem que viver,
outras iguais a você me chamam de bacana,
mas meu amor por você me fez banana,
sua prima Marlene cai no berreiro quando me vê,
me xinga de safado, explorador de mulher,
diga a ela que nosso amor é verdadeiro,
e o dinheiro que me deu está inteiro.

venerdì 30 aprile 2010

30 de abril 2010- para voce...


parabens, amor, amor, amor, amor, amor e tantas saudades, meu querido Gigi e te mando uma imagem de presente esperando que voce goste.

mercoledì 28 aprile 2010

algumas palavras para voce- foto Marina Culubret


meu querido, estou feliz estes dias, e acho que vai ser até fim de Maio, jà que Dominique e Jan estao aqui comigo! so faltam os meninos, mas Marco esta trabalhando como louco na China, Mauro continua e acho que vai mesmo viver ali, em Israel, Tamara estudando na Holanda, enfim a vida é esta mesmo.
A Silvana me disse dois dias atràs que jà esta o livro que fizeram de teu blog! acho otimo, e me imagino que voce tambem.
A unica coisa bem chata é que tua irma, tem esta doença, que ninguém acredita, que se chama meteopatia, e é horrivel de chata, como diz a palavra, tem que ver com o clima, isto é, aqui em Velletri, tem variaçoes continuas , num so dia! e me faz sentir muito mal, um mal inexplicavel...que nao dà vontade de fazer nada, somente ficar na cama. Mas lògico que trato de combater este estado, dificil pqe, nao posso me concentrar nem no computer, nem num livro, nada...e tomo obvio, gotas de lexotan...como ontem por exemplo e bem, hoje tbem, tem chuvinha besta, vento fortissimo, mormaço, un fragil sol, etc.
mas assim mesmo aqui estou para te dizer que te quero tanto bem, nao esqueça!
E o dia 30 de abril vou te chamar, e falarei com a Lia, para te dar os parabens pelo teu aniversario!!! ja sei que vai passar este teu aniversario pintado de azul turquesa, e fazendo jacarè, ou serà que jà sabe "surfar"??? junto com muitas das sereias que voce deve ter, com certeza, como amigas ou até quem sabe, namoradas! conhecendo como te conheço....
e fico por aqui, porque as saudades ao grandes demais e nao quero te chatear!!!
beijos, meu navegante mais que querido!

vou te mandar de presente uma parede bem gozada, - acho linda isto de pintar paredes - se encontra em Bruxelles.

sabato 24 aprile 2010

Eu Vi - 2003 - Iosif Landau - Saga


te vi pela primeira vez, não me lembro se era verão ou outra estação,
passou por mim, senti rumores dos poemas de amor,
fazia muito calor, sua beleza selvagem refrescou tudo ao redor,
a partir daquele dia, ou seria numa tarde, não importa o que era,
o sol nunca mais deitou seu esplendor no mar macio, manso e cristalino,
semanas a fio como insano voyeur, te persegui, escondido atrás do biombo do amor,
desprezou-me por ter agido assim, por esconder essa paixão dentro de mim?
teria eu enlouquecido de ciúme, tentando afastar de si os mais afoitos que eu?
minha reza sofrida, noite após noite, te trouxe a mim num dia de verão,
e a partir daquele verão não mais abandonamos nosso amor.
eu tinha o coração, você o sangue, atravessamos aço, cortamos lama,
afastamos o preconceito e o conceito de que não podia dar certo,
tentaram em vão fazer pouco do nosso ardor juvenil,
não queriam perceber o quanto a você eu pertencia.
no verão, naquele verão, quando você não saía do meu lado,
vivemos como flores num jardim encantado.
estranhos caminhos cruzaram nosso destino,
desacertos não sombrearam o esplendor da nossa união,
ainda carrego comigo a visão daquele verão,
te levarei comigo ao mausoléu e depois ao eterno céu.
no verão, naquele verão, quando você não saía do meu lado,
vivemos como flores num jardim encantado.

giovedì 22 aprile 2010

101 anos de Rita Levi Montalcini


boas tardes , meu querido, quero te dizer que esta mulher fantastica que voce tanto admirava,Rita Levi Montalcini, faz hoje 101 anos! incrivel, nao posso entender que se possa viver tanto assim neste mundo tao cheio de venenos, no que comemos, respiramos, bebemos, e vemos...ela é mais que admiravel mulher e cientifca! Tomara que ela possa continuar o seu trabalho, como hoje ela disse, de manha numa entrevista. Hoje em todas as televisoes, pelo menos aqui, na Italia, vao festejar o seu aniversario.

A verdade que eu nao creio nem querer e menos poder nem chegar aos 90! me faltam 7 anos, mas se continuar com este clima e sozinha...dificil...

Ainda bem que faz uns dias tem sol e posso sair de meu buraco, so que às tardes chega o vento e voce sabe como ele me destroi...mas nao posso nem devo me queixar - ja virou "ideia fixa" como vc diz, mas que posso fazer.. esta meteopatia é uma doença muito chata.

Agora o proximo Domingo chegam Dominique e Jan, assim que com certeza vou estar muito melhor, senao, Dominique se preocupa...

enfim, para acabar esta conversa fiada, ( a unica coisa séria aqui foi a fabulosa SENHORA Rita Levi Montalcini!!!) te mando mis um grande beijo, nao acho que vai estar molhado de azul, mas sim, hoje ,vao ser das cores do arco-iris que acaba de aparecer!


Te mando uma foto da grande SENHORA!

martedì 20 aprile 2010

Eu Vi-2003 - Iosif Landau - foto Dominique Landau


ADEUS

adeus às armas,
adeus às palavras,
adeus às musas, o mar não está para peixe,
nem para poeta metido a besta,
nem para escritor sem leitor,
adeus,
os sinos da inspiração se calam,
o silêncio pesa mais que a idade,
sigo o caminho traçado,
abandono o caminho enganado,
adeus,
o céu está em chamas,
parto sem zanga,
parto sem acusar,
não há nada para provar,
tudo permanece como está,
mesa sem toalha,
cadeira vazia,
à margem do oceano de Ipanema,
adeus,
o céu estremece,
preciso partir,
ases, rainhas e valetes,
condenados ao esquecimento,
ao lado deles é meu lugar,
adeus,
o céu se dobra à minha frente,
qualquer dia a gente se encontra,
vejam, ninguém se incomoda,
batem palmas, gritam já vai tarde,
adeus,
o céu muda de cor,
King Kong,
gnomos dançam tango,
papa-defunto cerra os olhos
das defuntas palavras,
adeus,
céu encabulado, nuvens rosadas,
eu já devia ter partido faz tempo,
armas mortíferas crepitam,
palhaços dão cambalhotas,
me chamam, não os posso negar,
adeus,
o céu finalmente descansa,
liras se calam para sempre,
preciso apressar o passo,
adeus!


meu querido, nada de adeus, voce esta aqui comigo!
vou colocar aqui uma linda imagem para voce!
é uma foto que Dominique fez de um lindo lugar
aqui aonde vivo! e por onde passo quasi todos os dias
se chama Porta Napoletana.

venerdì 16 aprile 2010

Eu Vi-2003-Iosif Landau


A PRIMEIRA NOITE

naqueles dias de setembro,
quando o céu era da cor
de safira
e o ar da serra transparente como as asas de uma
borboleta,
o destino fez cruzar nossos olhares no saguão de Quitandinha,
nos aproximamos, cochichamos nossos nomes,
nos abraçamos,
de noite na boate dançamos apaixonados,
corações em chama, corpos ardentes,
combinamos novo encontro no Rio de Janeiro,
com seu telefone guardado como precioso tesouro
regressei à cidade dos sonhos, te liguei receoso,você atendeu,
falou baixo — te amo, me encontra no Vogue,
cheguei ali cedo, espera angustiante,você apareceu deslumbrante,
acompanhada de outra gente,
surpreso, algo desorientado, embaraçado,
me aproximei,
graciosa, apresentou-me à entourage,
rindo, levou-me à pista de dança,
confidenciou ser noiva,
o casamento marcado para os próximos dias,
o noivo aviador ainda de viagem,
perfeito cavalheiro nada comentei,
entre um uísque aguado e um silêncio do piano,
despedi-me com formal aceno de mão,
segurou-me e falou sorrindo —
me encontra amanhã na praia,
em frente à embaixada da Áustria, te amo,
o que pensar, seria eu um capricho de menina
mimada? — estou com meu carro, vem comigo agora — falei,
você me olhou,
seguiu-me sem dizer palavra,
sem se despedir dos amigos,
sem mesmo apanhar sua bolsa...
...senhor e senhora Guimarães da Silva,
num hotel de primeira, na orla com vista para o mar,
de mãos dadas subimos pelo elevador,
abraçados entramos no quarto,
não sei dizer o que você pensava,
eu, assustado, inseguro, arrependido?
te amava?
acendi um cigarro, olhei pela janela,
mulher num quarto de hotel...
mas você era diferente, tão diferente,bela, jovem, elegante, refinada
e...apaguei o cigarro no cinzeiro,— vamos sair,
que fique a lembrança do que podia ter sido,
aproximou-se, beijou-me, tirou meu paletó,
afrouxou minha gravata, desabotoou minha camisa,
encaminhou minha mão sob a sua blusa de seda,
colocou-a sobre o seio...
...seu corpo alvo, pintura de Goya,
carícias de deliberada carinhosa e lenta
indolência,beijos castos, você decidiria quando,
sorridente me mostrou o caminho,
te aceitei com imensa delicadeza...

...casou-se na semana seguinte,
seu convite com R.S.V.P.,
cerimônia religiosa no Mosteiro de São Bento,
recepção no Country Clube do Rio de Janeiro,
não compareci,
mas te vi algumas vezes,na praia, na saída do cinema, em restaurantes,
nem um sorriso, um olhar, um aceno...
na sua primeira noite,
por que foi a mim que escolheu?

I cry for the memories I've left behind,
I cry for the pain,
I cry for the times I thought I had you!

lunedì 12 aprile 2010

Eu Vi -2003 - Beija-Flor - Iosif landau


passeando por lugares nunca dantes navegados,
encontrei uma rosa marrom, caída do paraíso perdido,
ela me falou — o que te traz por essas bandas?
respondi — o destino guiou meus passos.
era mulher ou criança?
atravessei a linha da decência?
engolimos a isca pagã?
seguimos as estrelas?
atravessamos o buraco de ozônio, onde a lei não alcança?
fui enganado num jogo de cartas marcadas?
tudo acontece em noite amena com brisa de perfume,
somos levados ao extremo pelo amor sem freios,
vento Leste vindo do Taiti com as cores de Gauguin
atiça o fogo do desejo pagão, no horizonte não distante navios da liberdade
dançam sobre ondas da perdição,
cachorros latem, moscas zunem ao redor da cabeça em brasa,
ventilador do teto de pá quebrada,
aleijado como prazer solitário,
na rua um rádio de carro canta
— o amor é lindo enquanto dura, ouço uma voz distante —
sou tua mulher — não é para mim,
eu sei,
é vento encanado, soprando pela fresta da janela.
mar escuro, céu cinzento, gaivotas enfrentam o Sudoeste gelado,
tenho sonhos que não decifro,
juízes acusam-me, olhares malignos,
motoboy acelerado traz mensagem de mau presságio,
sinos dobram, padre reza, menina chora, pai esbraveja.
e o vento Leste vindo do Taiti com as cores de Gauguin
atiça o fogo do desejo pagão, no horizonte não distante navios da liberdade
dançam sobre ondas da perdição.
ela tinha olhos negros e tristes,
não esqueço,
deixei-a sorrindo promessas,
uma casa no morro do Juramento me aguarda,
diabos sapateiam no telhado.
lábios de amores passados sussurram
— o Carnaval se aproxima,
é destaque da Beija-Flor suba o moro,
compre fantasia, entre na folia,
samba no pé é mole, é só seguir o ritmo da bateria,
amor carnal no Carnaval não é pecado, é ambrosia,
na terça-feira se despeça dela sem promessa,
depois faça penitência.

sabato 10 aprile 2010

10 de abril 2010



bom dia meu querido , sabe que dia é hoje' com certeza nao! ja sei que voce é muito parecido a mim, e esquece os aniversarios, eu so me lembro dos meus queridos, entre mais que obvio voce è um deles! que daqui a pouco tambem vai fazer anos , e desde ja, parabens! aonde seja que se encontre....
mas hoje para te lembrar é o aniversario de tua querida sobrinha Dominique!e aqui hoje vou colocar umas lindas flores para ela da tua parte, esta bem? sim, eu sei que voce quer!
sa be que,em vez de flores para ela resolvi te mandar, ja que voce està sozinho, uma foto dela no meio de um campo de trigo e o campo - foto dela- quando esteve passeando pela França!assim ela te manda o seu sorriso tambem...
voce pode ver no meu blog o que escrevi para ela. E fiquei bem contente porque ela gostou tambem das imagens, sabe ela é muito critica e exigente para estas coisas que faço e que foi ela que ensinou. E tem razao, nao devo fazer porcarias:))))
ja sei que voce como me quer tanto, vai me responder que nunca faço tal coisa, mas tenho que te dizer, sabe, nem tudo que sai das minhas maos é lindo...seria impossivel ser TAOOOOOOOO boa!!!
e sendo o aniversario da Dominique até o sol apareceu...e pela primeira vez desde faz meses, eu consegui ir até o mercado e comprei uma linda planta para ela. Ia comprar tambem frutas e verduras, mas nao dava para eu carregar tudo, assim que somente comprei a planta com flores azuis...bem bonitas, como o mar por onde voce navega, me imagino, e ja coloquei no meu balcaozinho!
Ainda bem que sai e pude fazer isto, porque agora, - Velletri tem um clima de merda - ja escureceu o céu! e claro o vento que jamais quer me deixar em paz!!
enfim, estou te dando noticias, para voce nao se preocupar de como estou. Apesar de velha , que ja nao aguento mais tantos anos..nao posso me queixar demais, somente um pouquinho,( para nao perder o costume:) o que me faz mal, acho que nao è tanto a idade, mas ,e voce ja sabe, é a solidao.
Vou te deixar, me cansei...é a tremenda meteopatia..me deixa mal quando comeòa a variar o tempo,e aqui, varia, sempre, sempre, mesmo quando acho que agora ,SIM, està e vai ficar otimo!!!é nao, Velletri e seu clima tem que me contradizer.
beijos tantos beijos, e até qualquer dia...ou quem sabe amanha!!!


giovedì 8 aprile 2010

Passeio Bucolico - Eu Vi - 2003 - Iosif Landau

num passeio dominical na Floresta da Tijuca,
respirando ar puro clorofilado passarinhado,
deparei-me com a mais bela das belas donzelas
em jogging listrado, apertado por todas as partes,
mas coisa estranha, na cintura portava arma pesada,
ofereci-lhe a mão, segurou meu braço inteiro,
senti de repente, mais que de repente,
que ela não tencionava me molestar,
mas o objeto inoportuno, preso em sua cintura, quebrou o clima,
falei em voz pequena — afaste-se, minha flor de maracujá,
respondeu-me — nem pensar, caro senhor, tão alinhado,
falei de novo — mas, fofa, não dá para continuar ao teu lado,
do canto da boca suspirou — te imploro, não me abandona,
será o nosso segredo, juntos viveremos para sempre, por ora,
nem bem terminou de soprar a palavra final,
no sentido oposto aparece, correndo, um sujeito mal-encarado,
aponta o dedo, manda a bela menina me largar,
ao mesmo tempo em que ela abandona meu braço,
saca a arma engatilhada, mais rápida que Billy Kid, e atira,
o coitado, agora com cara de anjo, tomba,
e antes do último suspiro fala
— caro senhor, desculpe-me pelo transtorno,
é assim que ela gosta de brincar.